Vem aí: 5 degraus para o sucesso profissional

Para crescer na vida profissional é preciso muito foco e determinação. Nada é fácil nunca! Graças a Deus! E na nova série o Chovendo Vagas vai trazer dicas para alavancar a vida profissional. Serão 5 degraus nessa primeira escalada! Bora subir juntos?

Anúncios

Felicidade dá Lucro – Márcio Fernandes

Em um mundo onde o conceito de felicidade está cada vez mais virtual e menos real, o livro Felicidade dá lucro trabalha o tema de maneira simples e objetiva, trazendo para o universo organizacional um olhar diferenciado e aplicável sobre trabalho e felicidade. Diferente de muita coisa que já aprendemos pela vida a fora. Ser feliz faz bem e ainda dá lucro!

download

“Em seu primeiro livro, Márcio Fernandes apresenta o que chama de nova Filosofia de Gestão, que fez a distribuidora de energia Elektro, onde atua como CEO desde 2011, assumir a dianteira em diversas pesquisas sobre satisfação de funcionários.
Aliando lições de passagens autobiográficas a ensinamentos que vão na contramão do bom senso, o líder mais admirado do país ensina a investir na qualidade do dia a dia de seus colaboradores, como chama a equipe que lidera, para aumentar os lucros. Combinando uma linguagem acessível e franca com a experiência de ter passado de empacotador de loja a presidente executivo de empresa, Márcio criou Felicidade dá lucro, um livro rico em ideias e provocador em sua essência.” (fonte)

Você nunca alcançara seu destino, se parar para atirar pedra em todo cão que late. Mito ou Verdade?

Para construção de nossos sonhos e metas precisamos de base sólida, para seguir e alcançar. As interferências e obstáculos virão e que venham! Se estivermos prontos para elas e firmes em nossos propósitos, a cachorrada toda do mundo pode latir sem parar, que não vai despertar nossa atenção…Fique ligado e foque seus objetivos!

Esse é o quinto e último episódio da série “Mito ou verdade?”, inscreva-se e acompanhe em primeira mão novos projetos, séries anteriores e outras dicas!

No ano Novo, eu faço a vida ser Nova!

É bem certo que a virada do ano consiste em nada mais que mais uma virada de dia e de um mês. O que vivemos repetidas vezes durante o ano. Mas é inegável, que crescemos esperando a ano virar, para mudarmos nossas vidas. Todas umas atmosferas de novas oportunidades se criam nesse tempo novo que vai vir.
Então, nada melhor que aproveitarmos as crenças e costumes para fazermos um levantamento geral a repeito de nossa vida. Cada ponto positivo e negativo vivido durante o ano que está quase acabando, e com base nesse levantamento, traçar ações para o novo que irá começar.
O primeiro passo é entender que o processo não é milagroso, mas sim reflexivo e de atitude. Nada irá mudar se não soubermos de fato o que queremos. E essa análise precisa ser mais profunda, mais focada para dentro de nós e não apenas em necessidades pontuais e superficiais. Nossa essência definirá nossas conquistas. Por isso, dedicar um tempo a ela é primordial!
Anote o que considera importante na vida. Com muita sinceridade, não permita que o desejo do outro influencie seu próprio querer. Em seguida, é hora de pensar na maneira como alcançar o que verdadeiramente tem valor. O “como” é o mapa que conduzirá aos resultados reias. Sem ele, sonhos e vontades não ganham vida. Outro ponto que não pode ser deixado para trás, é o tempo que tudo isso levará para acontecer. Não há possibilidade de se alcançar tudo de uma vez e também não temos a vida inteira disponível para esperar. Por isso, estabelecer a duração para cada conquista, faz com que estejamos cada vez mais próximos do que queremos.
Execução sem planejamento é como rodar atrás do próprio rabo, sem atingir objetivos. Dá trabalho, cansa e não leva a nada! Com tudo bem definido, é hora de aproveitar a virada, se energizar bastante, para que o ano novo seja de fato, um ano de mudanças e oportunidades.

Água Mole em Pedra Dura Tanto Bate até que Fura: Mito ou Verdade?

Alcançar metas e objetivos na vida requer persistência acima de tudo. As vezes pensamos em desistir, mas é preciso desenvolver forças para alcançar o que verdadeiramente queremos para nossa vida pessoal e profissional.

Esse é terceiro episódio da série “Mito ou verdade?”, inscreva-se e acompanhe em primeira mão os próximos episódios no canal, séries anteriores e outras dicas!

ATRAVÉS DE

Dentro de uma organização, liderar pessoas em prol de resultados, significa diretamente fazer através das pessoas.

E se falamos em pessoas, falamos de RH. Então, como seria fazer gestão de pessoas através de pessoas para essa área?

Em quase 18 anos atuando diretamente como gestora de pessoas, posso afirmar que, ainda é uma ciência muito desconhecida e mal interpretada pelas organizações e pessoas de modo geral. O que mais se entende por RH seria a sua participação em processos seletivos, treinamentos pontuais e resolução de problemas com gente dentro das organizações. Tudo muito rudimentar e pouco expressivo. Nos dias atuais, ainda pouco se entende de fato, sobre a atuação, importância e geração de resultados pela frente de Recursos Humanos.

Como próprio nome já diz, o profissional dessa área, deve primordialmente gerir um dos recursos formam as empresas: as pessoas. Para clarear, vamos pensar em um profissional que faz gestão do financeiro. O que ele deve saber? O que ele deve dominar? Quais as habilidades e competências deve ter esse profissional?A “grosso modo” deve entender de números para trazer bons resultados através dos mesmos, correto?

Então, com profissional de RH também. Esse deve entender de gente e saber articular, de maneira estratégica, com esse recurso, para gerar resultados. Sem intenção nenhuma de “desumanizar”, muito pelo contrário, enquanto a organização não enxergar dessa forma, a área de RH sempre será vista e tratada como “cereja do bolo” e não uma frente que envolve metas claras, ferramentas bem definidas e métricas acirradas, totalmente habilitada ao exercício pleno de gestão.

Cabe não apenas ao profissional da área de Recursos Humanos ter um olhar mais estratégico e postura mais incisiva junto aos processos, mas aos gestores, empresários e diretores de organizações, inserirem, cada vez mais, a atuação dessa frente no planejamento estratégico da empresa. Não apenas olhando o RH como “resolver de conflitos” e ou depositando nele, expectativas em relação a interpretações equivocadas, sobre perfis e condutas humanas.

A área de Recursos Humanos não representa um luxo, ou uma entidade dotada de poderes para reconhecimento das pessoas. Trata se de uma área estratégica capaz de gerar resultados expressivos. É tempo de se posicionar melhor e mostrar que o RH, precisa ser um grande articulador, uma vez que ninguém faz sozinho. Gerir é fazer através de. E com o RH, podemos considerar peso dobrado para essa missão!